“Oceanário” – nova galeria

Espreite a nova galeria – “Oceanário” – em Lugares.

Não ia ao Oceanário de Lisboa desde a Expo98. Na altura andávamos a toque de caixa, para não empatar as filas de milhares de visitantes que ocorriam àquela que era uma das principais atracções da exposição. Assim, em passo acelerado, percorríamos a metade que nos era dada a conhecer do gigantesco aquário. Agora, 15 anos depois, voltei lá e calmamente desfrutei deste espaço fantástico e de todas as criaturas que nele habitam.

Uma árvore na paisagem (1)

Quando era miúdo, nos longínquos anos 80, passava férias no Algarve numa casa que os meus pais arrendavam durante o mês de Agosto. A casa ficava numa ruela de uma pequena povoação, ruela essa que duplicou a extensão com construção desta vivenda e de outras cinco como ela. A rua não tinha nome, mas as indicações que dávamos a amigos eram algo como: “desces a rua principal e viras à direita a seguir ao supermercado, junto a uma casa branca, e é aí, na rua da palmeira”.

Parque das Nações, Lisboa

Continue reading

Parque do Tejo – espécies

A zona norte do Parque das Nações é um dos locais mais interessantes para observar aves em Lisboa. Pode iniciar o percurso no Parque do Tejo, na zona de baixa da ponte da Vasco da Gama, e seguir pelo Passeio do Sapal até ao rio Trancão.

Para quem gosta de fotografar, esta área tem vários motivos de interesse para além da biodiversidade (aves, insectos, mamíferos, plantas…), como uma outra perspectiva da ponte, as margens do Trancão e os campos de cereais do lado esquerdo do passadiço. Continue reading

O Borrelho anafado

O borrelho-grande-de-coleira (Charadrius hiaticula) é uma limícola comum no nosso país, fácil de observar em praias e estuários, e também em salinas e lagoas costeiras. Nesta época há poucos indivíduos em Portugal. O maior número regista-se durante o Inverno, mas em meados de Julho (e no início da Primavera) surgem os migradores que fazem uma paragem em terras lusas.

Continue reading