Palácio de Queluz: seres de pedra, lendas e jardins

Vale bem a pena (re)visitar o Palácio de Queluz, Sintra, embora esta talvez não seja a melhor altura para o fazer, já que os tapumes das obras escondem o edifício principal. Ainda assim, há muito para ver, tanto no interior como nos vastos jardins geométricos que abundam no exterior.

palacio de queluz 1

Continue reading

A flor do submundo

Segundo a mitologia, o abrótea (Asphodelus ramosus), também conhecido por gamão e abrótea-da-primavera, era a flor preferida dos mortos e ornava o Hades, o submundo. Por isso os gregos costumavam plantá-lo em cemitérios.

O género Asphodelus, de pronúncia traiçoeira, contém várias espécies nativas da região mediterrânica. Uma delas é o abrótea-fina (Asphodelus fistulosus) – na imagem –, que habita terrenos baldios e áreas sujeitas a perturbação, como beiras de estrada.

Continue reading