Imperador Australiano e movimento de camuflagem

Em 1995 surgiu um novo conceito biológico: o movimento de camuflagem. O que é? Imagine que um animal quer perseguir uma presa sem ser detectado. A solução é mover-se de tal maneira que a presa “pense” que ele está parado, ou seja, que a retina da presa registe sempre a mesma imagem do predador, como se ele fosse um objecto imóvel na paisagem (tendo como referência a presa e outros objectos na paisagem).

australian emperor 1 (1024x678)

Continue reading

Galinha-d’água: a nossa tem riscas, a deles não

A galinha-d’água (Gallinula chloropus) é comum em Portugal. A versão australiana chama-se Dusky Moorhen (Gallinula tenebrosa). São muito parecidas, mas a plumagem desta última não tem as típicas riscas brancas nos flancos e é mais escura (daí o epíteto específico tenebrosa).

dusky moorhen 1

Continue reading

Cromos repetidos (#4): GALEIRÃO – cidadão do mundo

O galeirão (Fulica atra) já apareceu em alguns posts da Arca, mas nunca foi formalmente apresentado. Se já o viu – o que não é difícil, pois é uma ave bastante comum – por certo lembra-se das duas características que o tornam inconfundível: plumagem preta e bico e escudo frontal brancos.

galeirao 1

Continue reading

Corvo-marinho preto e pequeno

É o corvo-marinho mais abundante de Perth. Dá pelo nome de Little Black Cormorant (corvo-marinho-preto-pequeno) – Phalacrocorax sulcirostris – e encontramo-lo facilmente em lagos de parques e jardins, ao longo do rio e em portos abrigados.

little black cormorant 1

Continue reading

Garça-nocturna (“Nycticorax caledonicus”) – prima direita do Goraz

As semelhanças entre a garça-nocturna-australasiana (Nycticorax caledonicus) – Night Heron – e o nosso goraz (Nycticorax nycticorax) são evidentes: ambos medem 60 centímetros, têm aspecto atarracado e hábitos nocturnos, embora também tenham actividade durante o dia.

night heron 1

Continue reading

O cantor que gosta de néctar (“Lichenostomus virescens”)

O nome comum – Singing Honeyeater (comedor-de-néctar cantor) – deve-o às cantilenas madrugadoras que duram até uma hora. Este Lichenostomus virescens tem o aspecto típico de um comedor-de-néctar (“honeyeater”). No entanto, em comparação com o primo New Holland Honeyeater, apresenta plumagem menos exuberante: cinzenta, apenas com eyeliner preto e sombra amarela.

singing honeyeater 1

Continue reading

Willie Wagtail – o passarinho que nos vê como… gado

Quando apresentei o cauda-de-leque-cinzento ((Rhipidura fuliginosa) referi que, em prados e relvados, tem o hábito de seguir “os passos das pessoas à espera de capturar os insectos que se desviam das pisadelas humanas”. Este comportamento é particularmente observável no Willie Wagtail (Rhipidura leucophrys).

willie wagtail 1

Continue reading

O apreciador de néctar (“Phylidonyris novaehollandiae”)

Aqui na Austrália há várias espécies de aves conhecidas por “comedores de néctar” (honeyeaters). Uma delas é esta New Holland Honeyeater (Phylidonyris novaehollandiae), muito parecida com a prima comedor-de-néctar-de-bochechas-brancas, mas com uma clara diferença: a P. novaehollandiae tem o olho branco (a prima tem o olho preto).

new holland honeyeater 1 (800x533)

Continue reading

O corvo-marinho pequeno e malhado

Em Portugal há 2 espécies de corvos-marinhos. Uma delas, o corvo-marinho-de-faces-brancas, é uma das seis espécies deste tipo de aves existentes na Austrália, mas ainda não o encontrei por cá. Já o corvo-marinho-malhado-pequeno (Microcarbo melanoleucos) – little pied cormorant – é fácil de observar na costa ou em qualquer lago com tamanho razoável.

microcarbo melanoleucos 1 (800x533)

Busselton

Continue reading

Cromos repetidos (#2) – Caimão

Em dia de aniversário da Arca gosto de lembrar o 1.º post sobre o caimão (Porphyrio porphyrio) e a recuperação extraordinária desta espécie em Portugal. Aqui, na Austrália, o caimão é bastante comuns nos lagos da cidade de Perth. Apesar disso, não me canso de fotografá-lo e de admirar o seu enorme bico vermelho, as patas desproporcionadas e a plumagem com vários tons de azul e roxo.

Porphyrio porphyrio 1 Continue reading