A não-baptizada borboleta-de-pintas-carmesim

O rosa-choque da flor do loendro ofusca as delicadas pintas pretas, laranja e carmesim da borboleta Utetheisa pulchella. Não encontro o nome comum português deste insecto da sub-família Arctiinae, mas tanto os ingleses como os espanhóis chamam-lhe “carmesim-manchado” (Crimson-speckled e crimson manchado, respectivamente). 

Utetheisa pulchella, Carvoeiro, Algarve

Continue reading

“Melanargia occitanica”: a borboleta conhecida por… borboleta

Os britânicos chamam-lhe Western Marbled White, os espanhóis Medioluto herrumbrosa e os franceses Échiquier de l’Occitanie. Por cá a Melanargia occitanica – tanto quanto sei – tem como nome comum “Borboleta”. Esta espécie ameaçada existe em prados de Espanha, França, Norte de África e Portugal (de Setúbal até ao Norte do País).

Melanargia occitanica, Cabo Espichel, Sesimbra

Continue reading

A favorita de Nabokov

O Almirante Vermelho (Vanessa atalanta) é uma borboleta muito comum em Portugal. Mede 5,8 a 6,4 centímetros de envergadura, pertence à família Nymphalidae e deve o nome comum ao facto de o padrão das asas assemelhar-se às divisas dos almirantes nos Estados Unidos.

As larvas gostam muito de urtigas. Por isso, se desejar criar um ambiente que atraia este colorido insecto, não se esqueça de manter um cantinho no jardim para elas.

O escritor russo Vladimir Nabokov, autor de Lolita, era apaixonado por borboletas e incluía-as com frequência nos seus romances.

Continue reading