Escrevedeira-dos-caniços

Em Portugal a escrevedeira-dos-caniços (Emberiza schoeniclus) é mais frequente durante o Outono e o Inverno, altura em que chegam as aves migradoras. A população residente é pouco abundante e restringe-se a algumas zonas húmidas, como a Ria de Aveiro.

Tal como acontece com outras espécies, as asas dos indivíduos migradores são mais longas e mais pontiagudas do que as asas dos residentes. “Uma asa convexa resulta em menor gasto energético e em maior velocidade de voo, e é considerada uma adaptação evolutiva”, explicam os biólogos espanhóis que estudaram esta característica na escrevedeira-dos-caniços. 

Continue reading