Cascatas de Mourão – uma pérola a 25 minutos de Lisboa

As Cascatas do rio Mourão (afluente do rio Lizandro) ficam logo a seguir a Sintra, junto à aldeia de Anços. Ali, entre as fragas cobertas de vegetação e ruínas de azenhas, o som da água corrente mistura-se com o do coaxar das rãs e com o canto das aves.

cascatas de mourao 1

Continue reading

Convento dos Capuchos: entre o despojo e a Natureza

“De todos os meus reinos, há dois lugares que muito estimo, o Escorial por tão rico e o Convento de Santa Cruz por tão pobre”.

Filipe I de Portugal

Fundado em 1560, o Convento de Santa Cruz, em Sintra, ficou popularmente conhecido como Convento dos Capuchos devido à indumentária – a capucha (lembra-se do capuz-de-frade?) – usada pelos frades franciscanos que o habitavam.

convento dos capuchos 1

Continue reading

Palácio de Queluz: seres de pedra, lendas e jardins

Vale bem a pena (re)visitar o Palácio de Queluz, Sintra, embora esta talvez não seja a melhor altura para o fazer, já que os tapumes das obras escondem o edifício principal. Ainda assim, há muito para ver, tanto no interior como nos vastos jardins geométricos que abundam no exterior.

palacio de queluz 1

Continue reading

Cemitério dos Prazeres: arte a céu aberto

“From my rotting body, flowers shall grow and I am in them and that is eternity.” Edvard Munch

“Death is very likely the single best invention of Life. It is Life’s change agent. It clears out the old to make way for the new.” Steve Jobs

 O surto de cólera de 1833, em Lisboa, obrigou à construção do Cemitério dos Prazeres. Hoje este cemitério é a última morada de algumas das mais proeminentes figuras da sociedade portuguesa, nomeadamente de artistas, escritores e políticos. E é uma autêntica galeria de arte a céu aberto, onde esculturas de diferentes períodos reflectem atitudes diversas perante a morte.

Em baixo encontra uma galeria.

cemiterio prazeres 1

Continue reading

O inimaginável Palácio da Pena (Sintra)

Não é difícil convencer um australiano “ocidental” a visitar Lisboa. O clima não serve de argumento, mas esgrima-se com a luz da cidade, o castelo, os bairros antigos, os Jerónimos, a comida, a vida nocturna… O mesmo não acontece com outros “australianos”, os que nasceram em países como Brasil, Colômbia e Argentina, que têm mais Sol do que nós e comida tão boa ou até melhor. É então que jogo a cartada “pequenez”, com tudo o que se pode ver a um passo de Lisboa. Sintra, é o ás de trunfo, com o Palácio da Pena à cabeça.

palacio da pena sintra 1 (1024x683)

Continue reading

Sesimbra: Carnaval 2015

Como prometido, segue-se uma galeria com mais imagens do Carnaval de Sesimbra 2015.

carnaval sesimbra 2015 b-105 (1024x683)

A Natureza no Carnaval de Sesimbra 2015

Este ano, e em comparação com 2013, o Carnaval de Sesimbra apostou mais na identidade da vila, com vários grupos a desfilarem com motivos relacionados com a actividade pesqueira. A galeria em baixo reúne imagens deste e doutros temas (mais ou menos) relacionados com a Natureza. Amanhã ou depois colocarei mais uma galeria com o resumo do resto da festarola.

carnaval sesimbra 2015 1

Continue reading

Pinnacles Desert – um lugar único

É uma das jóias da coroa do património natural da Austrália Ocidental. E é um lugar estranho, com características que ainda intrigam os cientistas que o estudam. Chama-se Pinnacles Desert (Deserto de Pináculos) e fica a cerca de 200 km a Norte de Perth, no Parque Nacional de Nambung, perto da vila de Cervantes.

pinnacles desert 1

Continue reading

Penguin Island (parte 2): Os pinguins

Ilhas com praias paradisíacas e temperaturas que no Verão quase sempre ultrapassam os 30ºC. não é bem a ideia que temos do habitat de pinguins – a não ser que estejamos a falar de um filme da Dreamworks. Mas a verdade é que na Penguin Island vivem cerca de 1 200 pinguins.

little penguin 1

Continue reading