Quando a Primavera chega a… Spiddal

No Hemisfério Norte a Primavera chega hoje, às 22:45h. Como sempre acontece, também chegará a Spiddal, pequena aldeia costeira na Irlanda. Spring Comes to Spiddal é uma música bem-humorada que descreve de maneira cinematográfica a chegada desta estação do ano à pequena aldeia. Da autoria dos The Waterboys, faz parte do álbum Room to Roam, de 1990, que foi gravado em… Spiddal, e que conta com outras músicas fantásticas, como A man is in love ou The Raggle Taggle Gypsy.

 

Grammy para o senhor da “andorinha”, da “canoa” e dos “pardais”

Carlos do Carmo receberá em Novembro um Grammy pela sua carreira, anunciou esta semana o Conselho Directivo da Academia Latina. A primeira canção dele que ouvi foi “Por morrer uma andorinha”, num 45 rpm, com um desenho a preto e branco. “Por morrer uma andorinha, Não acaba a Primavera”, “Parecem bandos de pardais à solta, Os putos” e Canoa de vela erguida, Que vens do Cais da Ribeira, Gaivota, que andas perdida, Sem encontrar companheira” são alguns dos versos que a voz de Carlos do Carmo imortalizou.

andorinhas

Top 10 – Sons da Rosa

roomtoroamEnquanto escolhia as fotos para o post Os nomes da Rosa não me saía da cabeça a música The Dolphin’s Cry, dos Live,  por causa desta passagem: “The way you’re bathed in light; Reminds me of that night; God layed me down into your rose; Garden of trust”. Então lembrei-me de apresentar um novo Top 10, desta feita de músicas com a palavra “Rosa” (Rose) no título. A escolha não foi fácil. De fora ficaram temas famosos como La vie en rose, de Edith Piaf, e Goodbye England’s Rose, de Elton John, mas mais difícil foi decidir a ordem da classificação (na verdade, estou a escrever esta entrada e ainda não decidi). Aqui vai:

1 (ex-equo) – In search of a rose (The Waterboys, 1989) e Mon amie la rose (Françoise Hardy, 1964). Não consegui decidir entre a poesia de Mike Scott e a sensualidade de Françoise Hardy…

Continue reading

Balanço 2013 – Top 10 dos Tops 10

Por várias vezes a Arca elegeu o Top 10 de músicas em que o título contém uma palavra relacionada com a Natureza. Eis os primeiros lugares de cada lista:

INVERNO / WINTER – I smell winter (The Housemartins,1986)

VERÃO / SUMMER – Summertime Blues (Eddie Cochran, 1958)

SOL / SUN – California sun (Ramones, 1961)

LUA / MOON – The Whole of the Moon (The Waterboys)

VENTO / WIND – Against the Wind (Highwayman, 1985)

MAR / SEA – This is the Sea (The Waterboys, 1985).

TROVÃO / THUNDER – Thunderstruck (AC/DC, 1990)

CHUVA / RAIN – Have you ever seen the rain (Creedance Clearwater Revival, 1970)

 FOGO / FIRE – Great Balls of Fire (Jerry Lee Lewis)

AVES / BIRDS – Three little birds (Bob Marley, 1977)

Top 10 (+4) de Sons do Verão

Os fogosos e fugazes amores de Verão são o tema de muitas canções, enleados por uma atmosfera de sol, férias (na praia ou no campo), liberdade e boa disposição. No entanto, tal não acontece com o n.º1 deste top de músicas com a palavra Verão (Summer) no título, no qual Eddie Cochran “queixa-se” de ter de trabalhar durante esta época do ano e critica a excessiva idade mínima para votar (na altura, 21 anos).

1 – Summertime Blues (Eddie Cochran, 1958)

2 – That Summer (Garth Brooks, 1993) – Na colectânea The Hits (1995), Brooks explica que reescreveu a música 4 ou 5 vezes. A versão inicial contava a história da relação entre uma mulher casada e um homem solteiro. O produtor Allen Reynolds não se “apaixonou” pelos personagens, e Brooks lá procurou novo enredo. E ainda bem. A inspiração chegou enquanto conduzia e sentia o vento no cabelo (“o que resta dele”, acrescenta), lembrando-se da adolescência passada no Oklahoma, rodeado de campos de trigo. Com a melodia na cabeça, nessa noite escreveu o refrão com a sua mulher. Da história, baseada em eventos do seu passado (o maroto…), Brooks destaca estes dois versos: “every time I pass a wheat field, and watch it dancing in the wind…”.

3 – Summer of ’69 (Bryan Adams, 1985) – Depois das 3.879 vezes que o cantor canadiano actuou em Portugal, já todos sabemos a música de cor e salteado… Não é uma obra-prima, mas diz bastante a muita gente da minha geração.

Continue reading

Sons do Sol

Caro S. Pedro,

Espero que este top 10 de sons do Sol (músicas com a palavra “Sol”/”Sun” no título) sirva para te lembrar de que estamos em Junho! É que o mau tempo – além de não permitir ir à praia e secar a roupa – está, segundo o nosso alienado ministro das finanças, a inviabilizar a retoma da nossa economia…

1 – California sun (Ramones, 1961) – O Verão é isto!

2 – The house of the rising sun (The Animals, 1964) – O autor é desconhecido. A letra tem várias interpretações. Certo é que a versão mais famosa é a dos Animals.

3 – Hard sun (Eddie Vedder, 2007) – Há grandes músicas escritas para o cinema (como esta), mas é raro encontrar um álbum inteiro de enorme qualidade inspirado num filme. Este Into the wild (que inclui Hard sun) é uma dessas excepções, tal como é Blaze of Glory, de Jon Bon Jovi, inspirado em Young guns II.

Continue reading

Top 10 – Sons do Relâmpago

Estamos na época deles. Há dois dias, entre as 18h e as 24h (hora local), 9.079 raios atingiram o Estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Antes, a 12 de Fevereiro, um raio atingiu a Basílica de São Pedro, horas depois de Bento XVI abdicar – intervenção divina, dirão uns, coincidência, dirão outros. (A propósito de coincidências, e como alguém disse, o que aconteceria se o meteoro que caiu na Rússia no mês passado tivesse caído a 21 de Dezembro de 2012?)

Os relâmpagos são um espectáculo natural fascinante – excepto para quem sofre de queraunofobia, isto é, medo de raios (relâmpagos que ocorrem entre a nuvem e o solo) e trovões. Eis o top 10 de músicas com “relâmpago” (“lightning”) no título.

1 – Smokestack lightning (Howlin’ Wolf, 1956) – um clássico dos Blues, que seduziu Bob Dylan, John Lee Hooker, The Wailers, Soundgarden e The Who, entre muitos outros. Na verdade, este “lightning” não se refere ao fenómeno atmosférico, mas sim às faíscas libertadas pelo contacto entre comboios e carris.

 

Continue reading

Sons de Inverno

O Inverno tem má fama. É um facto. Pouco importa que a chuva seja indispensável à agricultura e à produção energética. Molha. Inundados pela falta do poder anti-depressivo, anti-reumático e produtor de vitamina D3 do sol, os músicos debitam melodias melancólicas e, não raras vezes, desinspiradas. Mas há excepções. Eis o Top 10 de músicas com a palavra “Inverno (“Winter”) no título.

1 – I smell winter (The Housemartins,1986) – Uma das melhores bandas de intervenção dos anos 80, e uma das que produziu melhores letras, como é exemplo este I smell winter: “So far each year he’s drawn the shortest straw. Losing at the tracks, loosens all his taps, I smell winter on his breath”. Se não conhece, aconselho a versão de estúdio no link em cima. Menos “polida”, aqui fica uma versão ao vivo.

Continue reading

Sons do Trovão

“O trovão é o som gerado pela onde de choque provocada pelo aquecimento e subsequente expansão supersónica do ar atravessado por uma descarga eléctrica produzida por uma trovoada”.

O som do trovão, na imediação da descarga, excede os 120 dB (décibeis). Toda esta potência combina com as bandas de Metal, universo onde abundam títulos com a palavra thunder, o que também acontece nas músicas dos grandes espaços abertos, como no country e no folk. Eis os Top 10 de músicas com thunder no título:

1 – Thunderstruck (AC/DC, 1990) – “AC/DC=Power. That’s the basic idea”, explica o guitarrista Angus Young numa nota sobre Thunderstruck, música que terá surgido quando um trovão atingiu um avião onde ele viajava.

2 – The Thunder Rolls (Garth Brooks, 1990) – Se não sabe quem é Garth Brooks, saiba que ele já vendeu mais de 100 milhões de álbuns. Este é um dos seus mega-êxitos.

3 – Thunder Road (Bruce Springsteen, 1975) – Como é que nasce aquela que é considerada uma das melhores músicas do século XX? “There was this Robert Mitchum movie (Thunder Road)… it was about these moonshine runners down South… I never saw the movie, I only saw the poster in the lobby in the theatre… I took the title and I wrote this song…”, explicou Bruce em 1978, num concerto em New Jersey. Continue reading

Sons do Vento

É das forças mais poderosas da Natureza, como mostrou o tornado da passada semana, no Algarve (o 87.º em Portugal, nos últimos 80 anos). É à imagem desta força que muitos músicos recorreram quando criaram algumas das mais emblemáticas canções do século passado. Do desespero à esperança, da adversidade à mudança, eis o Top 10 de músicas com a palavra “vento” (“wind”) no título:

1 – Against the Wind (Highwayman, 1985) – O original é de Bob Seger (1980), e é muito bom. Mas esta versão é ainda melhor. Corria o ano de 1985 quando quatro monstros da música country – Johnny Cash, Waylon Jennings, Willie Nelson e Kris Kristofferson – juntaram-se sob o nome Highwayman e lançaram o álbum homónimo. Para ouvir again and again

 

Continue reading

Sons do Mar

A propósito da exposição “As Idades do Mar”, eis o Top 10 de músicas com “Mar” / “Sea” no título.

Este é o Top com mais contributos nacionais, como seria de esperar de um país à beira mar plantado. Com o indiscutível This is the Sea, os Waterboys repetem uma primeira posição (veja Sons da Lua).

1 – This is the Sea (The Waterboys, 1985). “That was the river, this is the sea”. A visualização do inimaginável tornado realidade… “Behold the sea!”.

2 – Sete Mares (Sétima Legião, 1987). 1000 anos de memórias…

3 – Canção do Mar (Dulce Pontes, 1993). Amália interpretou a música de Frederico de Brito e Ferrer Trindade em 1955, mas foi com Dulce Pontes que galgou fronteiras, quando fez parte da banda sonora de A Raiz do Medo (Primal Fear, 1996).

Continue reading