Documentário sobre aves do Sado

Entre o céu e as marés, o mais recente filme de Daniel Pinheiro, estreou este mês na 4ª edição do ObservaNatura, em Setúbal. Imagens lindíssimas dos habitats e aves do estuário do Sado. Filmado entre Maio e Julho, o documentário de 25 minutos é uma encomenda da Tróia-Natura e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas – Reserva Natural do Estuário do Sado. Eis o trailer:

http://vimeo.com/50003653

Continue reading

“Local Hero” – um filme genial

Quase a completar 30 anos, Local Hero (1983) não perdeu um pingo de actualidade (revi-o anteontem no tvcn2). Na altura poucos terão compreendido as palavras do realizador Bill Forsyth que classificou a obra como “mistura de Brigadoon e Apocalipse Now”. Aparenta ser uma comédia romântica, mas é um dos mais importantes, e melhores, filmes ambientais. Porquê?

Continue reading

“Seeds of freedom”, um filme imperdível

Sementes de liberdade (Seeds of freedom) mostra como apenas cinco empresas (Monsanto, Du Pont, Syngenta, Bayer e BASF) estão a tentar – e a conseguir – controlar o mercado mundial de sementes, com consequências dramáticas na diversidade e qualidade dos alimentos.

Trailer:

“Não tem a ver com alimentar o mundo. Não tem a ver com resolver alguns dos assuntos mais prementes que enfrentamos na actualidade. Tem a ver com controlo económico do sector alimentar”, afirma Zac Goldsmith, ex-conselheiro para o ambiente do primeiro ministro britânico, sobre a proliferação de sementes geneticamente modificadas (GM). Continue reading

“O Pesadelo de Darwin”

Mais do que um documentário sobre uma tragédia ecológica, Darwin’s Nightmare (2004), do austríaco Hubert Sauper, é um retrato dramático de uma era. O filme passa nos jardins da sede da Liga para a Protecção da Natureza, em Lisboa, a 9 de Agosto, e insere-se no Ciclo de Cinema Ambiental, que começou a 14 de Junho. A entrada é gratuita.

Continue reading

“Midway” – um documentário a não perder

Criámos um monstro de proporções bíblicas, cujas consequências começamos, aos poucos, a entender. Falo das “ilhas” de plástico que se estendem nos oceanos: a do Pacífico, conhecida como Grande Vórtex de Lixo, com uma área quatro vezes superior à da Alemanha; e a do Atlântico, descoberta em 2010, com concentrações de plástico que atingem os 200 mil fragmentos por quilómetro quadrado. É uma poluição quase invisível, pois a maioria dos fragmentos de plástico mede menos de 1 centímetro.

Criar imagens que exponham esta realidade difusa é o objectivo do fotógrafo norte-americano Chris Jordan. Midway é o seu projecto actual, que culminará com o lançamento de um documentário em 2013. Eis o trailer (contém imagens potencialmente chocantes):

http://www.youtube.com/watch?v=Ai3IKO_afqs

Como é que isto é possível?

Continue reading