Terraços do Carmo: paisagem geométrica

O incêndio que devorou o Chiado, em Lisboa, já tem uns aninhos: foi em 1988. Este mês a inauguração dos Terraços do Carmo assinalou o fim da intervenção idealizada pelo arquitecto Siza Vieira. Resultado? Os detalhes geométricos do projecto são, sem dúvida, visualmente apelativos, como nesta primeira imagem, em que a R. do Carmo surge como um terceiro patamar, ainda que desenhado a ‘preto’, e não a ‘verde’.

lisboa carmo 1

No entanto, é um espaço ‘frio’ e pouco convidativo, sem sombras que permitam retemperar forças aos que se aventuraram escadaria acima.

lisboa carmo 2
À torreira do Sol, não há quem se sente ou deite na relva. Assim, mais valia ter ‘pintado’ os rectângulos com exemplares da flora mediterrânica, como o alecrim, e poupar na água da rega.

lisboa carmo 3 lisboa carmo 4 lisboa carmo 5 lisboa carmo 6 lisboa carmo 7 lisboa carmo 8 lisboa carmo 9 lisboa carmo a 10

Related posts / Posts relacionados:

2 thoughts on “Terraços do Carmo: paisagem geométrica

    • Sami, obrigado pelo comentário. Parece que faltou dinheiro para implementar o projecto ‘original’ na sua totalidade. Desconheço esse projecto. Mas o que ali está, de facto, parece uma ideia ‘inacabada’…

Comments are closed.