Lagarto de cauda curta (“Tiliqua rugosa”)

É inofensivo, mas o tamanho – e o aspecto –  impressiona: mede cerca de 29 centímetros (do focinho à cloaca) e pesa até 900 gramas. O nome mais popular é Bobtail (“cauda curta” ou “cauda cortada”) – Tiliqua rugosa -, mas tem muitos outros, como lagarto-de-língua-azul (Blue tongue lizard) ou lagarto-dorminhoco (Sleepy lizard). A língua é realmente azul e são, de facto, animais lentos que gostam de se aquecer ao sol.

bobtail-3 (1024x664)

Continue reading

Louva-a-deus com sangue na guelra

Julgo que o insecto nas fotos seja uma Stick Mantis (louva-a-deus em forma de pau) – Archimantis latistyla -, espécie nativa da Austrália. O corpo é castanho-claro e os machos (na foto) medem 10 cm de comprimento. As fêmeas são ligeiramente maiores – 11 cm – mas tem asas curtas que não lhe permitem voar e só cobrem metade do abdómen (e este exemplar voou assim que me aproximei dele).

stick mantis 1

Continue reading

Uma pausa com Sophia de Mello Breyner

“O rapazinho da casa branca adorava as rochas. Adorava o verde das algas, o cheiro da maresia, a frescura transparente das águas. E por isso tinha imensa pena de não ser um peixe para poder ir até ao fundo do mar sem se afogar. E tinha inveja das algas que baloiçavam ao sabor das correntes com um ar tão leve e feliz.”

Sophia de Mello Breyner Andresen, em A menina do mar

fish

Um Natal moderno

Nesta última semana os jardins de Perth, Austrália, acolheram vários espectáculos natalícios. Estes Christmas by Candlelight (Natal à luz das velas) ou Carols in the Park (cantigas de Natal no jardim) atraem multidões que, embora não cantem muito, comem que se fartam. Como os eventos começam por volta das 18h, e os australianos jantam cedo, é vê-los chegar carregados de carne (já cozinhada ou pronta para ir para os grelhadores eléctricos que existem tanto nos parques como nas praias), saladas, bebidas e sobremesas, pratos e talheres, cadeiras, toalhas e mantas. Só faltou o cozido à portuguesa.

Burswood carols in the park-1 (1024x678)

Continue reading

Aves fogem de tornado um dia antes de ele chegar

Como por vezes acontece na ciência, a descoberta deu-se por acaso. Para estudar as rotas migratórias da felosa-de-asas-douradas (golden-winged warblers), Henry Streby e os seus colegas da Universidade da Califórnia, EUA, colocaram um geo-localizador de 0,5 gramas nas costas de 20 destas aves (que pesam cerca de 9 gramas). Depois de passarem o Inverno no Sul, as felosas viajaram mais de 2.400 km até à sua área de reprodução nas Montanhas Apalaches. Até aqui tudo bem. No entanto, quando os investigadores analisaram os dados depararam-se com uma inesperada nova migração: depois de regressadas, as aves deram uma voltinha de mais de 1.500 km durante 5 dias.

golden-winged warbler

Felosa-de-asas-douradas (Vermivora chrysoptera). Foto: Walt Ford, U.S. Fish and Wildlife Service

Continue reading

Quem não chora não mama

O “talhante” aqui do quintal lá arranjou companheira e reproduziu-se. Agora tem duas bocas esfomeadas para alimentar. Esfomeadas e barulhentas, sempre a reclamar por uma das iguarias que o jardim tem para oferecer: borboletas, lagartas, libélulas e gafanhotos. Estes últimos parecem ser um dos pratos predilectos da família.

butcherbird 5

Continue reading

Skate e sombras

Em Perth, ainda que a bicicleta seja a rainha da modalidade sustentável, há muito quem use o skate nas deslocações para o trabalho ou para a escola. E, claro, também há quem pratique skate como desporto radical. Seguem-se duas galeria referentes ao aquecimento para o Subiaco Skate Park Unleashed, competição que decorreu no passado fim-de-semana.

skate subiaco 1

Continue reading

Mundo desconhecido – destaques do Bioscapes Olympus 2014

Há todo um mundo de pormenores fantásticos que até há bem pouco tempo estava reservado a cientistas e técnicos de laboratório e de imagem. Concursos como este 2014 Olympus Bioscapes – International Digital Imaging Competition – que já leva mais de 10 anos de existência – revelam-nos esses detalhes obtidos através das lentes de microscópios. Seguem-se algumas das imagens vencedoras ou merecedoras de menções honrosas:

Alga Micrasterias furcata na fase final da divisão celular.

Autor: Rogelio Moreno Gill (menção honrosa)

2014 HM Moreno Gill 3 MFurcata (1024x553)

© Rogelio Moreno Gill. 2014 Olympus BioScapes Digital Imaging Competition®. www.OlympusBioScapes.com

  Continue reading

“Variety Place” – um parque infantil muito especial

Encontrei o Variety Place por acaso e foi uma muito agradável surpresa. Adjacente ao Kings Park, há várias razões para gostar deste parque infantil. Desde logo porque é acessível a crianças com mobilidade reduzida. Depois, pelo uso de materiais naturais, muitos deles reaproveitados.

variety place 1

Continue reading

“A sombra do vento”

O título do post roubei-o à obra de Carlos Ruiz Zafón – A sombra do vento (Dom Quixote, 2004) -, provavelmente o melhor livro que li este ano (fica a sugestão para oferecer no Natal a quem goste de ler). Já o vento da foto é característico desta ponta da Austrália, resulta da diferença de temperatura entre a terra e o mar, e nos primeiros dois meses do Verão começa a soprar entre o meio-dia e as três da tarde. Na zona de Perth é conhecido por Fremantle Doctor, pois parece entrar por essa localidade à beira-mar plantada. O Doctor deve-se ao alívio que nos dias mais quentes traz aos habitantes de Perth (e não só, já que viaja até 100 km rumo ao interior da Austrália). Nos dias em que faz greve as temperaturas em Perth sobem acima dos 40 ºC..

fremantle doctor