“Chuva”, segundo Monet, Turner, Van Gogh, Magritte…

A quantidade de quadros cujo título inclui a expressão “depois da chuva” leva-me a pensar que não será fácil retratar o momento em que chove. No entanto, há quem o faça com resultados bastante apelativos à vista, como os artistas contemporâneos Leonid Afremov e Gregory Thielker. E, claro, há as obras dos “clássicos”:

Landscape-at-Auvers-in-Rain-1890

Continue reading

Galinha-d’água: a nossa tem riscas, a deles não

A galinha-d’água (Gallinula chloropus) é comum em Portugal. A versão australiana chama-se Dusky Moorhen (Gallinula tenebrosa). São muito parecidas, mas a plumagem desta última não tem as típicas riscas brancas nos flancos e é mais escura (daí o epíteto específico tenebrosa).

dusky moorhen 1

Continue reading

A estrela de “Aracnofobia”

Lembra-se do filme Aracnofobia? A espécie utilizada em muitas cenas foi a Aranha-de-Huntsman (Huntsman spider) – Delena cancerides – a qual encontrei aqui em Perth, e que ocorre em toda a Austrália.

Apesar da “fama” e do aspecto, raramente morde humanos. A picada provoca dor, mas não requer cuidados especiais, ao contrário do que acontece com a da Redback..

huntsman spider

Continue reading

Lagarta que imita o tronco do eucalipto

A camuflagem é a principal defesa da lagarta Entometa fervens, conhecida por “Gumtree Snout Moth”, ou seja, Traça-de-focinho-do-eucalipto. “Gumtree” é o nome genérico de várias espécies de eucaliptos que libertam uma seiva através de qualquer abertura na casca (e é também o nome do portal de vendas de artigos em segunda mão preferido dos australianos). A lagarta alimenta-se destes eucaliptos.

gumtree snout moth 1

Continue reading

Homem v Madeira

Até chegar ao topo e deitar por terra o cepo, os concorrentes abrem buracos à machadada no poste. Nestas aberturas colocam as pranchas que lhes permitem alcançar o patamar seguinte. À medida que sobem as forças vão faltando, mas o relógio não pára e ganha quem terminar primeiro.

Seguem-se algumas imagens da competição de “Wood Chopping” (corte de madeira), que decorreu no Perth Royal Show.

timber perth royal show-4 (1024x683)

Continue reading

Garça-branca-grande (Cromos Repetidos #6)

O Outono e o Inverno são as melhores alturas do ano para observar a garça-branca-grande (Ardea alba) em Portugal. Não é fácil, pois a espécie é rara no nosso país, mas o número de indivíduos invernantes tem aumentado desde a década de 80.

ardea alba 1

Continue reading

16 (+1) maneiras de ser Pata de Canguru

A primeira vez que vi uma destas flores foi num jardim privado. Fotografei-a porque gostei da cor, da forma e do aspecto aveludado. A segunda vez foi num jardim botânico onde, através das habituais placas de identificação, soube que se chamava Pata-de-Canguru (Kangaroo Paw).

kangaroo paw 1

Continue reading

O que deve saber antes de emigrar para a Austrália – #4

Revivalismo

O fenómeno não é exclusivo da Austrália, mas por aqui assume dimensões assinaláveis. Uma das mais desconcertantes é a moda feminina dos calções à  futebolista dos anos 80, provavelmente a peça de vestuário menos favorecedora que uma mulher pode usar, com excepção da despersonalizante burca.

perth cbd

Continue reading

Darwin e os “admiráveis” pombos

Num post anterior escrevi sobre a importância que os pombos tiveram na elaboração da Teoria da Evolução. Entretanto fotografei vários pombos e julgo que as imagens ilustram bem a seguinte frase de Darwin: “A diversidade das raças de pombos é verdadeiramente admirável”.

pidgeons perth royal show 1

Continue reading