Fishlove 2013 – imagens provocantes contra a pesca de arrasto de profundidade

A actriz Gillian Anderson (a Scully de Ficheiros Secretos) é o rosto mais sonante da nova campanha da Fishlove, organização sem fins lucrativos que luta contra a pesca insustentável que devasta a vida dos nossos oceanos.

Foto: Fishlove/Rouvre

A Fishlove nasceu em 2009 pela mão de Nicholas Rhöl, co-proprietário do restaurante Moshimo, em Brighton, Reino Unido, e de Greta Scacchi, actriz italiana.

Nicholas Rhöl e um bacalhau. Foto: Fishlove/Rankin

Greta Scacchi e um bacalhau. Foto: Fishlove/Rankin

Desta vez, o alvo do conjunto de imagens de personalidades nuas que posam com peixes – e que também conta com a actriz luso-francesa Barbara Cabrita (a Paula Ribeiro de “A Gaiola Dourada”) – é a frota de cerca de doze barcos de pesca que ainda pratica a pesca de arrasto de profundidade na Europa, arte que destrói diariamente uma área do fundo oceânico equivalente à da cidade de Londres.

Barbara Cabrita com um arenque. Foto: Fishlove/Rouvre

No dia 10 de Dezembro o Parlamento Europeu votará uma moção para banir este tipo de pesca. No entanto, o Governo francês prepara-se para impedir que tal aconteça. Porquê? “A maioria dos barcos que pescam em profundidade pertencem a pescadores franceses, seis dos quais abastecem o gigante Intermarché”, explica a Fishlove em comunicado.

Fotos: Fishlove/Rouvre

Assim, a campanha da deste ano da Fishlove inclui uma petição, dirigida aos líderes do Parlamento Europeu, que visa parar a pesca de arrasto de profundidade (para assinar basta seguir o link).

Lizzy Jagger com um atum. Foto: Fishlove/Rankin

Através destas provocantes imagens a Fishlove conseguiu  colocar o problema da pesca de profundidade na capa de vários jornais e revistas em todo o mundo. Mais. Maria Damanaki, comissária europeia dos assuntos marítimos e das pescas, convidou a Fishlove para expor as fotografias no edifício da Comissão Europeia, em Bruxelas.

Fotos: Fishlove/Gelati

Nas campanhas anteriores participaram personalidades como o actor Sir Ben Kingsley, o navegador solitário Giovanni Soldini, o realizador e “Monty Python” Terry Gilliam, e as actrizes Mélanie Laurent, Emilia Fox e Lily Loveless.

Fotos: Fishlove/Rankin

 É fácil imaginar o que terá levado estas e outras personalidades (e os fotógrafos Rankin, Alan Gelati e Denis Rouvre) a aderir a este projecto sem fins lucrativos. Os números divulgados pela Fislove são aterradores:

  • Actualmente, cerca de 63% dos stocks de peixe do Atlântico estão sobre-explorados;
  • Cientistas estimam que 93% dos bacalhaus capturados no Atlântico Norte não atingiu a idade reprodutora;
  • 82% do stock de peixes do Mediterrâneo está sobre-explorado;
  • A escassez de peixe diminui a produtividade da actividade pesqueira e atira cada vez mais pescadores para o desemprego. No Mar do Norte a quantidade de peixe capturado anualmente diminui de 3,5 milhões de toneladas, em 1995, para menos de 1,5 milhões de toneladas, em 2007.
Trevor Laird com um agulhão-vela. Foto: Fishlove/Gelati
É tempo de agir. Não se esqueça de assinar a petição.

Related posts / Posts relacionados: