As palavras que nunca te ouvira

A Kika fala. O facto, só por si, é extraordinário visto tratar-se de uma ave, mas não é caso único na família dos papagaios. No entanto, a Kika é um papagaio-cinzento (Psittacus erithacus), espécie famosa pela capacidade de associar certos sons a outros sons e a situações. Conheço grande parte do repertório dela, quer pelo tempo que ocasionalmente passamos juntos, quer pelas histórias que contam os que com ela vivem.

No fim-de-semana passado, como sempre, o bicho voltou a surpreender-me. É claro que aconteceram as “conversas” habituais. À pergunta “Queres festinhas?” ela respondeu baixando a cabeça e encostando o pescoço à grade da gaiola, para receber os mimos. Quando à noite tapei a gaiola, ela disse: “Fazer ó-ós”. Quando entrei na sala de manhã, saudou-me: “Bom dia!”. Quando saí de casa, despediu-se: “Até logo!”, imitando em seguida o som da fechadura rodada pela chave. E quando o telefone tocou ela respondeu: “Tou”. Note-se que os sons imitam o tom de voz de quem primeiro os produziu.

Nessa manhã a Kika – que vive até 70 anos – estava particularmente verborreica. Além dos vários tipos de assobios fez todas as graças habituais, como chamar a dona pelo nome. Entretanto, entraram na sala mais dois animais – um cão e uma gata.

Ele, novinho e brincalhão, mas habituado a viver no exterior da casa (quando entra, a Kika ladra e diz: “O cão é mau”, memória que ficou de um antigo “relacionamento” com um pastor-alemão).

 

 

Ela, velhota e com mau feitio, habituada a viver num apartamento com dois humanos. A Kika assistiu às várias tentativas do canídeo para brincar com o felídeo. Mas ao ladrar e os saltos dele, ela respondia com o eriçar dos pêlos, sopros e sons ameaçadores. Por vezes avançava com os dentes à mostra, assustando o pobre cão, que lá dava mais uma volta à mesa, recompunha-se, e tentava nova aproximação.

A “dança” durou alguns minutos. A Kika assistiu em silêncio, até que a gata fez mais um dos seus avanços, mas desta vez levantou a pata e tentou atingir o cão.

“Assim não vale!”, respondeu prontamente a Kika.

Related posts / Posts relacionados: