Dinossauros à solta!

O dono de um dos mais famosos e aterradores olhares da natureza, o Tyrannossaurus rex, está em Lisboa, e recebe visitas no Pavilhão do Conhecimento Ciência Viva. O “rei dos lagartos tirano” apresenta-se em tamanho real – uns imponentes 12 metros de comprimento e 7,6 metros de altura -, move-se e ruge quando abre a boca, revelando os 60 dentes serrilhados e pontiagudos.

Na exposição  “T. rex – quando as galinhas tinham dentes” há muito mais para ver e aprender. Há outros carnívoros, como o Dromaeosaurus, que compensava a pequena dimensão (menos de 1 metro de altura) caçando em grupo, e o Deinonychus, “um dos mais eficientes predadores de sempre”.

E também há herbívoros, como a Maiasaura, que significa “boa mãe”, animal que, tal como algumas espécies de aves marinhas, “formava colónias de ninhos”.

Nos “céus” da nave do Pavilhão reinam os dinossauros com asas. Mas não se deixe enganar! Os Pterossaurus, tal como os crocodilos, não são dinossauros, mas sim Arcossauros. Os Dinos dividem-se em dois grandes grupos: Ornisthischia – com ossos da bacia semelhantes aos das aves; e Saurischia – com ossos da bacia semelhantes aos dos répteis. Curiosamente, as aves actuais descendem dos Saurischia.

A exposição, que fez furor no Museu de História Natural de Londres, está adaptada com conteúdos sobre os dinossauros portugueses. Sabia que o Dinheirossauros foi descoberto na Lourinhã? O nome deste saurópode herbívoro deve-se à localidade onde foi encontrado – Porto Dinheiro.

Um dos maiores ninhos de dinossauros do mundo, “com mais de 100 ovos prestes a eclodir” também é português e pertence ao Lourinhanosaurus antunesi, um carnívoro com 8 metros de comprimento, descoberto em 1982. Pode observar parte do ninho na exposição. “T. rex – quando as galinhas tinham dentes” está patente até Agosto de 2013.

Related posts / Posts relacionados: