Parque do Tejo – espécies

A zona norte do Parque das Nações é um dos locais mais interessantes para observar aves em Lisboa. Pode iniciar o percurso no Parque do Tejo, na zona de baixa da ponte da Vasco da Gama, e seguir pelo Passeio do Sapal até ao rio Trancão.

Para quem gosta de fotografar, esta área tem vários motivos de interesse para além da biodiversidade (aves, insectos, mamíferos, plantas…), como uma outra perspectiva da ponte, as margens do Trancão e os campos de cereais do lado esquerdo do passadiço.

No sapal encontram-se flamingos, colhereiros, patos-reais, guinchos, pilritos, chamarizes, rolas-do-mar, borrelhos, garças-reais, entre outros. Por vezes nos pilares da ponte reúnem-se dezenas de corvos-marinhos. No jardim e campos agrícolas são comuns coelhos, perdizes, garças-boieiras, andorinhas-das-chaminés, andorinhas-dos-beirais, fuínha-dos-juncos, melros e alvéolas-brancas. Com a baixa-mar algumas aves estão longe da margem, pelo que convém levar binóculos para melhor observá-las.

Related posts / Posts relacionados: